amor aos animais
mais de 40 anos prestando serviços aos animais
   Rua Santa Clara, 327-A - Copacabana
   Rio de Janeiro - RJ - CEP: 22041-011
   Localize no mapa >
home  >  serviço  >  hematologia clínica  >  
HEMATOLOGIA CLÍNICA

O sangue é um tecido do nosso corpo composto por líquido (plasma) e células ou glóbulos. O plasma contém proteínas que transportam substâncias pelo corpo e que auxiliam nas defesas e na coagulação sanguínea. As células sanguíneas são produzidas no órgão denominado Medula Óssea logo após o nascimento e são liberadas para a circulação sanguínea para cumprirem suas funções. São elas, hemácias – responsáveis principalmente pelo transporte de oxigênio para os tecidos do corpo; leucócitos – células de defesa contra agentes estranhos (Ex.: bactérias, vírus e protozoários) e plaquetas – responsáveis pela coagulação sanguínea, pela manutenção do sangue dentro do vaso sanguíneo.


Todas as doenças podem alterar o número e/ou a qualidade das células sanguíneas, no interior dos vasos sanguíneos (sangue) ou na própria medula óssea. A Hematologia, no entanto, é a especialidade que estuda as doenças que envolvem todo o sistema hematopoiético, ou seja, tecidos e órgãos responsáveis pela proliferação, maturação e destruição das células do sangue (sangue, medula óssea, baço, fígado e linfonodos). A hematologia também estuda os distúrbios de coagulação que envolve as substâncias contidas no plasma.


As principais doenças hematológicas são classificadas em três grandes grupos:

 

  • Anemias: que podem ser hemolítica; hemorrágica; DIC (doença inflamatória crônica) aplásica ou  carencial.
  • Alterações da coagulação: plaquetopenias
  • Doenças mielo e linfoproliferativas: leucemias.

 

Na clínica veterinária de cães e gatos alguns microrganismos, entre eles vírus, protozoários e rickettsias, merecem destaque por sua incidência e gravidade das doenças hematológicas que provocam. São eles o vírus da leucemia felina (FELV),  Ehrlichia sp. e Babesia sp. causadoras das doenças conhecidas popularmente devido ao seu vetor como  “Doenças do carrapato”, e Mycoplasma sp. conhecida por “Doença da pulga” pelo mesmo motivo. O tratamento das doenças por eles provocadas cabe ao profissional da hematologia e requer exames específicos para diagnóstico confirmatório.


Exames auxiliares de diagnóstico em hematologia


Hemograma completo:
O hemograma completo é um exame auxiliar simples, feito a partir da coleta de uma pequena amostra de sangue, que avalia quantitativa e qualitativamente as células sanguíneas reunindo uma rica quantidade de informações e possuindo portanto, grande valor diagnóstico para as doenças mas sobretudo, possui importante valor prognóstico para o paciente.


Algumas vezes, apesar de ser um verdadeiro “espelho” daquilo que está acontecendo na Medula Óssea, o hemograma não é suficiente para o diagnóstico. Nestes casos, há a necessidade da realização de um exame do sangue contido na própria medula, chamado de Mielograma.


Mielograma:

O mielograma é o exame que nos permite observar as células contidas na medula óssea e avaliar a produção delas. Como a Medula Óssea está localizada no interior dos ossos, a coleta de material é realizada através de uma punção óssea, geralmente feita da crista ilíaca (localizada na região lombar). A coleta consiste de um procedimento rápido e seguro para o animal. O material da medula é então, analisado pelo patologista e os resultados são reunidos para alcançar um diagnóstico e escolher adequadamente o tratamento para cada caso.

Um dos principais achados no hemograma com indicação para realização de um mielograma é a pancitopenia persitente. Pancitopenia é a diminuição em conjunto, de todas as células sanguíneas sendo muito frequente em cães com Ehrlichiose crônica.
Outras indicações para mielograma incluem policitemias, trombocitoses e leucocitoses persistentes . Isto é: número de hemácias, plaquetas e ou leucócitos alto, respectivamente; hipercalcemia ou febre de origem desconhecida (característicos de síndrome para neoplásica, podem estar associadas a neoplasias e leucemias). O mielograma é especialmente válido nos casos em que o animal apresenta linfoma e mastocitoma, e em gatos positivos para os vírus da FeLV e FIV.

O mielograma é ainda um exame útil para diagnóstico de uma importante zoonose em nosso meio, a Leishmaniose. A análise microscópica do material coletado possibilita a visualização do parasita Leishmania sp, quando presente, nas células da medula.

Outros:
Outros exames auxiliares também podem ser necessários e estão disponíveis para atendermos cada dia melhor os nossos pacientes. Exemplos desses exames são a  imunocromatografia, a sorologia e o Diagnóstico Molecular (PCR). Tais exames, muitos com resultados rápidos, ficando prontos no mesmo dia, contribuem para o diagnóstico definitivo de vírus, bactérias e protozoários que estejam infectando os animais.


Como posso suspeitar de que meu animal tenha uma doença hematológica?

Os sinais clínicos associados às doenças hematológicas podem ser muito variáveis e inespecíficos como:

  • Apatia;
  • Anorexia;
  • Aumento dos órgãos abdominais (abdome protuso e por vezes tenso);
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Febre;
  • Infecções recorrentes e
  • Síncope.

 

As alterações mais comumente encontradas no hemograma são anemia (diminuição das hemácias) geralmente associada a cansaço fácil e baixa disposição a exercícios; trombocitopenia (diminuição do número de plaquetas) que pode estar associada a sangramentos esporádicos pelas narinas, fezes, urina, ou ainda a manchinhas avermelhadas pelo corpo e acúmulo de sangue na câmara ocular e leucocitose  (aumento do número dos leucócitos) normalmente observado quando há alguma injúria (biológicas - infecções virais, bacterianas; agentes físicos como queimaduras; agentes químicos como produtos de limpeza) mas também observado contendo características graves e ímpares em casos de leucemias.


A melhor maneira, entretanto, de saber se o seu animal possui ou não uma doença hematológica é a consulta com o Médico Veterinário. Seja qual for a enfermidade, a investigação adequada conduz ao diagnóstico precoce e a um tratamento acertivo, impactando diretamente e representando a rápida recuperação do animal.


A verdadeira terapêutica e cura só existem a partir de um diagnóstico correto.


O serviço de Hematologia Clínica Veterinária tem como objetivo a promoção do diagnóstico, tratamento e prognóstico de enfermidades de cães e gatos pela realização de consulta e exames de sangue, bem como busca integrar o trabalho do clínico veterinário com o patologista clínico através da interpretação de resultados laboratoriais, avaliação morfológica e decisão terapêutica.


Para a oferta desse serviço, o INPA conta com consultório, centro cirúrgico e internação, possui laboratório próprio funcionando diariamente com equipe de patologistas clínicos.

 

 


 

Médica Veterinária Graziele Rodrigues Ribeiro da Silva
Graduada pelo Centro Educacional Plínio Leite em 2000,  Especializando em Análises Clínicas pela Fundação Técnico-Educacional Souza Marques, com experiência em Laboratório de Patologia Clínica Veterinária e em Clínica de Pequenos Animais.  


Atendendo pacientes com suspeita de enfermidades hematológicas as terças e sextas com agendamento na recepção. 


Você encontra tudo o que precisa para o seu pet e ainda conta com o serviço de entre...

 Dicas e Curiosidades

Quem já não ouviu o ditado as aparências enganam? Nem sempre um animal de pêlo brilhoso e p...

Belchior Chien Maria e Don Quixote Lille Thiffany
Formas de Pagamento
dinheiro, cheque, cartão de débito redeshop e visa electron, cartão de crédito visa, mastercard, diners e american express
Siga o INPA
Endereço
Rua Santa Clara, 327-A - Copacabana
Rio de Janeiro - RJ - CEP: 22041-011
Localize no mapa >       Telefones >